All for Joomla All for Webmasters
ZONA AZUL DIGITAL FAZ MULTA DISPARAR: TOTAL DE INFRAÇÕES JÁ SUPERA EM 4% AS DE 2016
04 Dez

Um ano depois do fim da Zona Azul de papel, completado nesta segunda-feira (4), um efeito prático é percebido: em apenas oito meses deste ano, o total de multas por desrespeito à regra já ultrapassou o total de infrações de 2016 inteiro.
Foram 387.639 multas nos oito primeiros meses deste ano, 4% a mais do que as 371.724 do ano passado. Quando comparados os mesmos períodos, os números de infrações registradas neste ano subiu 70% em relação aos 228.115 de janeiro a agosto de 2016. Os bolsões do parque Ibirapuera e do Mercado Municipal da Cantareira são os campeões de autuações.
DÚVIDAS QUANTO AO FUNCIONAMENTO
Apesar da comodidade do sistema, há dúvidas sobre seu funcionamento – e, uma das   principais é como proceder se estiver sem internet disponível no celular.
Dos 16 apps disponíveis, 14 permitem ativar o cartão digital ligando para uma central telefônica ou por meio de SMS –o app escolhido traz as instruções. Mas, para isso, é preciso já ter feito o cadastro e possuir saldo de cartões digitais.
Eles podem ser comprados em qualquer momento e ativados somente no momento que forem usados. É como se fosse uma das antigas folhinhas de Zona Azul: você podia comprar e manter no carro para quando fosse usar. A diferença é que  a compra é virtual.
Mas, apesar dos problemas e até do aumento de multas, o sistema trouxe praticidade e é elogiado pelos usuários. “Achei muito mais fácil usar a Zona Azul digital, os aplicativos são simples”, disse a vendedora Bruna Laurindo, 23 anos.
SEM APP, DÁ PARA COMPRAR AVULSO
É possível comprar os cartões digitais de Zona Azul em pontos de venda, especialmente quem não tem smartphone, cartão ou não sabe usar o aplicativo.
São 2.750 pontos de venda, segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). A compra pode ser feita em dinheiro ou cartão e é emitido um comprovante, que não precisa ser colocado no carro para ser visto.
Mas e se o agente passar quando você estiver comprando o cartão? Questionada sobre esse ponto, a CET disse, em nota, que “a orientação da companhia é que os agentes realizem pelo menos duas consultas para verificar se o CAD [cartão digital] foi ativado”.  
(Fonte: metrojornal)

OS USADOS/SEMINOVOS EM ALTA EM OUTUBRO
08 Nov
Dados mais recentes divulgados pela Fenabrave, Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, com informações sobre a venda de carros usados em outubro apontam números interessantes: o décimo carro seminovo mais vendido do país, Chevrolet Classic, rendeu praticamente o mesmo número de assinaturas de cheque que o Onix, líder de carros zero km -- foram 18.199 unidades comercializadas do modelo mais antigo contra 18.322 registros do novo, que, vale dizer, "vendeu como nunca no mês passado". 
Volkswagen Gol - carro mais vendido do Brasil por 27 anos consecutivos e quinto lugar entre modelos zero km em 2017 (com 55.295 emplacamentos) -segue firme e de forma isolada na ponta no mercado de usados e seminovos. O balanço coloca novamente o hatch da Volks em primeiro lugar, somando 80.416 unidades. Vale lembrar que os usados consideram todas as gerações do modelo, do mesmo modo que para o Fiat Palio.
O volume do carro da VW no geral é expressivo, representando em um só mês mais de 45% das vendas totais do Gol zero. Porém, vale sempre levar em conta que a listagem mensal de usados pode incluir veículos que foram passados adiante em meses anteriores e trocaram de dono outra vez no mesmo ano. Além do Gol, apenas o Corolla figura nas duas listas. A Fiat, que até o fim de 2015 foi líder em vendas de carros novos no Brasil - perdendo o posto para a Chevrolet naquele ano - mantém seu vigor no segmento de usados com três representantes entre os dez primeiros colocados. Boa parte desse volume pertencem a três modelos descontinuados: Palio Fire, Siena Fire e Mille. A General Motors também tem três modelos na lista, todos já descontinuados, porém muito requisitados: Celta (foto), Corsa e o já citado Classic. Confira a lista completa abaixo. 
RANKING DE USADOS EM OUTUBRO/17
1. Volkswagen Gol: 80.416 unidades
2. Fiat Palio/Palio Fire: 50.313 unidades
3. Fiat Uno/Mille: 50.023 unidades
4. Chevrolet Celta: 29.362 unidades
5. Chevrolet Corsa: 24.004 unidades
6. Volkswagen Fox/CrossFox: 23.012 unidades
7. Ford Fiesta/Fiesta Rocam: 22.482 unidades
8. Fiat Siena/Grand Siena: 20.950 unidades
9. Toyota Corolla: 18.369 unidades
10. Chevrolet Corsa Sedan/Classic: 18.199 unidades
SERÁ QUE SEU SEGURO AUTO ATUAL ATENDE SUAS REAIS NECESSIDADES?
Tire suas dúvidas. Consulte os especialistas da Solid Seguros, pelos tels.: 3849-3140, 3046-3380, de segunda a sexta, das 8:30 às 17:30.
(Fontes: Fenabrave; carros.uol.br)
ROUBO E FURTO DE AUTOMÓVEIS NO ESTADO DE SÃO PAULO: PANORAMA
06 Nov
Considerando o período de agosto de 2016 a agosto a julho de 2017, uma média de 209 automóveis, caminhonetes, caminhonetas e utilitários foram roubados, por dia, no Estado de São Paulo, e outros 303 foram furtados.
O mês de maio/17 registrou 5.870 eventos, um crescimento de 5,65% no número de roubo, em comparação a abril. A modalidade furto apresentou uma alta ainda maior, 7,78%, em comparação ao mês anterior, totalizando 9.406 casos.
Os dados são do Boletim Econômico Tracker-Fecap de julho /2017– uma parceria entre o Grupo Tracker e a Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado – que fez um estudo detalhado das ocorrências envolvendo automóveis, caminhonetes, caminhonetas e utilitários, no mês de maio, sendo expurgados todos os demais segmentos.
O documento foi elaborado com base nas informações disponíveis no site Transparência da Secretaria de Segurança Pública. “A SSP-SP divulga apenas os dados gerais de roubo (subtração do bem há o emprego de grave ameaça ou violência contra a pessoa) e furto de veículos, por isso, Tracker e FECAP decidiram fazer uma análise mais profunda das informações disponíveis, segmento por segmento, para trazer para a população um cenário mais real”, revela o diretor comercial do Grupo, Rodrigo Abbud.
ROUBO
Uma radiografia no mês de maio de 2017, aponta que dos 10 modelos mais roubados, os seis primeiros se enquadram na categoria “carros populares”.
1) Hyunday HB20 1.0 (82 un.) 
2) VW Gol 1.0 (64 un.) 
3) Fiat/Fiorino Flex (53 un.)  
4) Chevrolet Onix 1.0 MT LT (53 un.)
5) VW Fox 1.0 GII (52 un.) 
6) Fiat Uno Vivace 1.0 (43 un.)
7) Toyota Corolla XEI 2.0 (41 un.)
8) Ford Fiesta Flex (36 un.)
9) VW Fox 1.0  (34 un.)
10) Hyunday HR HDB (31 un.)
POR PERÍODO
Nesse mesmo mês, na capital, 46,20% dos casos de roubo acontecem à noite, seguidos pela tarde (21,15%) e logo após pela manhã (20,82%).
BAIRROS COM MAIS ROUBOS
Com relação aos 10 bairros da capital paulista que registraram o maior número de ocorrências, no mês de maio, oito estão localizados na Zona Leste e sete na Zona Sul: Jabaquara, Sapopemba, São Mateus, Ipiranga, Iguatemi, Cidade Ademar, Sacoma, Pirituba, São Rafael e Guaianases.
VIAS MAIS PERIGOSAS
O Boletim Econômico Tracker-Fecap se preocupou em entender quais os logradouros mais perigosos da cidade de São Paulo, com relação a roubos, são eles: Av. Sapopemba, Av. Jacu Pêssego (Nova Trabalhadores), Av. Aricanduva, Av. Ragueb Chofi. Rod. BR 381 (início da Rov. Fernão Dias), Av. Nações Unidas, Av. das Juntas Provisórias, Av. Cupecê, Estrada do M´Boi Mirim e Av. Dr. Assis Ribeiro.
FURTO
Quanto aos TOP 10 modelos mais furtados no Estado, praticamente todos se enquadram em “carros populares”.
1) Fiat Uno Eletronic (149 un.)  
2) GM Corsa Wind (128 un.)
3) Fiat Palio Fire Economy (120 un.)
4) VW Gol 1.0 (113 un.) 
5) Chevrolet Celta 1.0 L LT (113 un.)
6) Hyunday HB20 1.0 (108 un.) 
7) VW Gol CL (94 un.)
8) Fiat Uno Vivace 1.0 (89 un.)
9) Fiat Palio ELX (81 un.)
10) VW Gol Special (80 un.)
BAIRROS MAIS VISADOS
Já entre os bairros mais visados pelos criminosos, surgem áreas com grande concentração de empresas, escolas e faculdades: Tucuruvi, Tatuapé, Itaquera, Sapopemba, São Lucas, São Mateus, Vila Mariana, Vila Maria, Água Rasa, Lapa, Perdizes e Pirituba.
VIAS MAIS VISADAS
As vias mais visadas para furto são Rua Alvinópolis, Avenida Sapopemba, Avenida Ragueb Chohfi e Avenida Presidente Wilson, todas localizadas na Zona Leste da cidade de São Paulo.
HORÁRIOS DE MAIOR OCORRÊNCIA
Na Capital, o cenário é: 33,02% das ocorrências pela manhã, 25,40% à noite e 22,58% à tarde. “Muitos proprietários de carros populares estacionam seus veículos pela manhã em ruas próximas aos seus locais de trabalho e só retornam no final do dia. Neste intervalo, um bandido pode agir ‘tranquilamente’. Ele fica horas à frente da vítima e, consequentemente, da própria polícia, minimizando as possibilidades de recuperação e aumentando consideravelmente as chances de sucesso”, analisa o gerente de Operações do Grupo Tracker, Rodrigo Boutti.
ONDE SÃO FURTADOS
Os furtos acontecem principalmente em vias públicas (64,76%), seguido por Residências (2,57%) e Comércios (2,35%).
 “Em nosso dia a dia, sabemos que a recuperação de um veículo é um jogo contra o relógio. O tempo existente entre o crime e o aviso às empresas de rastreamento e às autoridades competentes é um dos principais trunfos (se não o principal) para o sucesso de uma recuperação. Se providências forem tomadas rapidamente, uma grande parcela dos furtos perderá efetividade e talvez deixe de ser um bom negócio. E só assim, minando a eficiência, a lucratividade e gerando prejuízos aos bandidos é que poderemos combater essa verdadeira Economia do Crime,”, finaliza Boutti.
ATUALIZE SEU SEGURO AUTO
Não basta ter um seguro auto. É preciso que ele corresponda às suas reais expectativas num eventual caso de sinistro. Tire suas dúvidas com os especialistas da Solid Seguros, pelo telefones: 3849-3140 ou 3046-3380, de segunda a sexta, das 8:30 às 17:30.
(Fonte: revistaapolice)
VIAGENS LONGAS EXIGEM MANUTENÇÃO PREVENTIVA
24 Out

Vai viajar no próximo feriado prolongado? Então é melhor começar desde já a pensar na manutenção preventiva do seu carro. 
De acordo com Marcos Iombriller, gerente dos Centros Automotivos Porto Seguro, esse é o momento certo para que isso ocorra. “Assim, não gera um susto, uma surpresa muito grande, se precisar trocar alguma peça”, explicou.
Apesar dessa dica, a orientação do especialista é nunca se esquecer da manutenção do carro. “Sempre é momento de estarmos de olho nisso. Às vezes, as pessoas protelam porque julgam a troca cara, mas só chega nessa situação se você não tiver se prevenindo.”
ITENS DE MANUTENÇÃO CONSTANTE
Alguns procedimentos devem ser feitos semanalmente, quando você for abastecer o carro, como a regulagem dos pneus e a verificação do nível de: óleo do motor, óleo de câmbio, dos reservatórios de água do motor e do limpador do para-brisa.
Segundo Iombriller, (dependendo do tipo de carro e produto recomendado pela marca) um padrão é manter os olhos abertos a cada 5 ou 10 mil quilômetros rodados. “Nesse ponto, o carro vai precisar de uma intervenção, troca de óleo e dos filtros de combustível, ar e óleo são os principais”, contou.
“Dependendo de cada fabricante, a cada 60 mil quilômetros é indicado trocar a correia dentada”, disse. Esse é o “ponto de falha”, ou seja, até ali não vai quebrar. A partir desse ponto, é possível que ela não funcione mais como antes.
Outra orientação é ficar atento com a condição dos pneus. Não deixe de examiná-los, verificando se está ocorrendo desgaste na banda de rodagem. Neste caso leve o carro para um alinhamento e balanceamento das rodas. “Se você já sabe que está meia vida e vai fazer uma viagem muito longa, aproveite para troca-los. É melhor gastar com isso do que ficar parado na estrada e desembolsar quatro vezes mais.”
IDEAL É REALIZAR ÚLTIMA VERIFICAÇÃO ANTES DE ENCARAR ESTRADA
Depois de toda a manutenção já realizada nos últimos meses do ano, o ideal é fazer uma última visita ao mecânico antes da viagem. “Nessa verificação, vai sobrar pouquíssima coisa, o custo vai ser muito menor”, comentou Iombriller.
Com isso, se faltou alguma coisa para fazer, a revisão final já vai estar orçada e dentro do planejamento financeiro. “Se pintar algum probleminha, vai ser coisa mínima. Você guarda uma margem de segurança e não precisa se preocupar muito.”
(Fonte: metronews)