All for Joomla All for Webmasters
FEBRE AMARELA EM SÃO PAULO: VACINAÇÃO E INFORMAÇÕES IMPORTANTES
19 Jan

FEBRE AMARELA EM SÃO PAULO: VACINAÇÃO E INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Segundo o Ministério da Saúde serão repassadas mais 1 milhão de doses da vacina para atender 8,3 milhões de pessoas da capital de São Paulo. 
CAMPANHA DE VACINAÇÃO 
Com o acordo, fica garantido o abastecimento das unidades de saúde até o início da CAMPANHA DE VACINAÇÃO, que foi antecipada pelo governo do estado para o próximo dia 29 DE JANEIRO. 
COMO É TRANSMITIDA
Pela picada de mosquitos portadores do vírus de febre amarela. Em regiões de campo e floresta, o principal mosquito transmissor é o Haemagogus. O vírus também pode ser transmitido pelo Aedes aegypti, na forma urbana da doença. Casos de transmissão urbana, no entanto, não são registrados no País desde 1942. 
NÃO É TRANSMITÍVEL POR PESSOAS
A doença, que não é transmissível, provoca calafrios, dor de cabeça, dores nas costas e no corpo, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza. Os primeiros sintomas aparecem de três a seis dias depois da infecção. Nos casos graves ocorrem hemorragias, insuficiência hepática e insuficiência renal. Um dos sintomas é a coloração amarelada da pele e do branco dos olhos. Também não é incomum pacientes apresentarem vômito com sangue, um sintoma da hemorragia. 
TRATAMENTO
Não há um tratamento específico. Por isso, a medida mais eficaz é a vacinação.
VACINA INTEGRAL
Quem tem de tomar a vacina integral? Além dos viajantes, crianças de 9 meses a menores de 2 anos e pessoas em condições clínicas especiais. Atanção, cerca de 100 países exigem um atestado de vacinação do governo, que só é obtido no caso de vacina integral. Se vai viajar para o exterior, confira num dos Centros de Orientação para a Saúde do Viajante.
VACINA FRACIONADA
Estudos atuais com pessoas que já tomaram a vacina fracionada há 8 anos atrás, comprovam que este formato ainda mantém estas pessoas imunizadas, Então, recomenda-se tomar outra dose da vacina fracionada após nove anos.
OUTROS CUIDADOS
Além de estar vacinado, as pessoas podem evitar a picada do mosquito silvestre transmissor da doença com uso de repelentes, roupas compridas e telas de proteção nas janelas, por exemplo.
ONDE SE VACINAR
Para localizar o posto de saúde de sua preferência, procure por postos de saúde de vacinação em São Paulo.
(Fontes: estadao, secretaria da saude sp, ministeriodasaude)