All for Joomla All for Webmasters
ACHADOS E PERDIDOS NO METRÔ DE SÃO PAULO
13 Nov

ACHADOS E PERDIDOS NO METRÔ DE SÃO PAULO

É um grande volume de itens perdidos mensalmente no Metrô de São Paulo: mais de 6,8 mil.

Desse total, 63% são documentos. Em média, nos últimos anos, o índice de recuperação é de 23%, informa Marcos Borges, coordenador de Atendimento e Serviços ao Usuário do Metrô. 
Segundo Borges, “as pessoas acabam não acreditando que existe uma consciência boa, que vá entregar um objeto achado para os funcionários”. E afirma que qualquer trabalhador, desde o setor de limpeza até a segurança, está treinado para agir. Mas, quem perdeu alguma coisa, não pode esperar muito para ir até a Central de Achados e Perdidos do Metrô. Os objetos ficam por dois meses disponíveis ali, até que são entregues ao Fundo Social de Solidariedade do Estado, que decide a destinação de cada material. 
DIVERSIDADE DE ACHADOS
Dentre o que foi encontrado pelo Metrô News, há muitos documentos, cartões, celulares, bilhetes de transporte, artigos de papelaria, artigos pessoais, próteses dentárias e ortopédicas, óculos, carteiras, mochilas, bolsas, guarda-chuvas e outras peças de vestuário.  “É importante destacar que os usuários podem confiar e devem nos procurar sempre que precisarem de ajuda, seja encontrando um item ou procurando por algo”, explicou o coordenador. Hoje o Metrô conta com 4,5 milhões de usuários por dia. 
CONSULTA INFORMATIZADA
A Central de Achados e Perdidos do Metrô funciona na Estação Sé. O local conta com um sistema informatizado, que permite a consulta de um item esquecido a partir de qualquer estação. 
É possível realizar a busca no posto central de Achados e Perdidos, de segunda à sexta, das 7h às 20 horas, exceto feriados.
Informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 4335-3232. Ou ainda pelo telefone 0800-7707722, todos os dias, das 5h30 às 23h30.
(Fonte: metronews.com.br)